terça-feira, 18 de abril de 2017

Cartas de Amor aos Mortos de Ava Dellaira



Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Ficção / Infantojuvenil

Resenha: Sentimento Intenso

Ao iniciar esse livro senti que estava lendo algo que tocaria meu coração. Quando comecei a ler sobre May e a forma como Laurel a descrevia, pensei em como é importante a cada minuto dar atenção para quem se ama.Como é frágil o ser humano e como uma palavra faz tudo ter um significado diferente.
Esse livro tocou meu coração e com certeza vocês vão amar as cartas para Amy Winehouse, as cartas para Kurt Cobain entre outros. E as cartas que eu mais gostei foram para Elizabeth Bishop que nos apresenta trechos de sua arte.
Um pequeno quote que vai conquistar vocês:
"Quando eu não conseguia dormir, ela dizia para eu me imaginar em uma bolha voando sobre o mar. Eu fechava os olhos e flutuava, ouvindo as ondas..."
Leiam e emocionem-se com toda história.Amei.

9 comentários:

  1. Oii
    Tenho muita vontade de conhecer mais sobre essa história, apesar de já ter lido mais de mil resenhas rsrs e ainda com spoilers. Sou apaixonada por essa história, essa obra está na minha listinha de desejados já tem um bom tempinho rsrs, então a dica já está anotada.
    Gostei de sua premissa
    Abraços;**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
  2. Hey, Mila!

    Eu já vi várias resenhas sobre esse livro. Algumas elogiaram bastante, outras nem tanto. Mas eu já percebi que não é o tipo de livro que gosto de ler, não. Já tentei ler um livro parecido uma vez e acabou que achei bem sem graça.
    Então esse não está na minha lista, não.
    Mas que bom que você gostou da leitura!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Li algumas resenhas desse livro e todas foram muito positivas, especialmente por conta da temática e da escrita. Ainda não tive tempo e oportunidade, mas adoraria ver as cartas que a personagem escreve. Quem sabe ainda esse ano... ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Realmente uma história que vale apena ler,fiquei bem curiosa apesar de muita gente falar mal e outras não,mesmo assim vou adorar ler essa obra adorei um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro, mas a muito tempo adquiri a obra. Um amigo leu e me contou maravilhas sobre o livro, fui pela indicação dele e comprei também. O problema é que ainda não tive a chance de ler. Acabo sempre colocando outros livros na frente, mas depois da sua resenha toda a aquela curiosidade voltou e acho que está na hora de me render a essa leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sempre imaginei algo diferente ao ver essa capa e o título, e sua resenha me surpreendeu muito sobre a obra, gostei bastante, espero ter oportunidade de ler em breve, acho bacana livro que nos tocam e nos fazem refletir.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Já quero pra vida. Só por citar Amy, maravilhosa. Acredito que o livro deva ter uma estrutura narrativa bem sensível por abordar sobre artistas falecidos. Ótima resenha! 

    ResponderExcluir
  9. Eu quero muito ler este livro, tenho ele no kindle já, mas preciso ler outras coisas antes. Ele parece ser ótimo!

    ResponderExcluir

Comentar é dizer o que sente e o que pensa. Fique a vontade e sejam bem vindos!

Lendo